SIC recupera viaturas em posse de ex-gestores públicos

Datado de 04 de Maio, este diploma legal regula a aquisição, gestão e abate da frota de veículos automóveis do Estado, com a consagração, no artigo 27º, da obrigatoriedade dos funcionários e gestores públicos de devolverem, depois de cessarem as funções, os veículos que lhes tinham sido entregues para o cumprimento das suas missões.

De acordo com o director do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa da Delegação local do Ministério do Interior, Martinho Kavita Satito, que apresentava, esta quarta-feira, o relatório sobre a situação delituosa da província, nos últimos 21 dias, trata-se de viaturas das marcas Mitsubish e Toyota, esta última em modelos como Prado, Fortuner, Hilux e Land Cruiser.

Constam ainda carros da marca Ford, modelo Ranger, além de Volvo, retirados da posse dos antigos usuários por apresentarem resistência na sua devolução, sendo que as mesmas foram restituídas ao Departamento de Património do Governo da Província do Huambo.

Por outro lado, o também superintendente -chefe da Polícia Nacional informou que em posse dos meliantes foram recuperados três viaturas roubadas em diversas localidades da província, assim como  um tractor, quatro armas de fogo, cinco motorizadas, 25 caixas de casino móvel, três telefones e uma botija de gás butano de 12 kg.

Martinho Kavita Satito disse que, nos últimos 21 dias, foram registados um total de  230 crimes diversos, com aumento de 37 casos em relação ao igual período anterior, 152 dos quais esclarecidos, que resultaram na detenção de 141 cidadãos, supostamente implicados na prática dos ilícitos criminais.

O responsável detalhou que, entre os delitos constam homicídios voluntários, ofensas corporais, roubos qualificados e simples, furtos e associação de malfeitores, além de infracções de natureza económica, com violação da cadeia comercial, venda de produtos com data de validade expirada e falta de factura de aquisição dos produtos, por parte dos comerciantes.

Martinho Kavita Satito disse ainda que fruto das operações policiais, foi desmantelado um grupo de marginais, composto por três cidadãos que se dedicavam à prática de crimes de roubo qualificado, com recurso à arma de fogo no município do Ecunha e nos bairros de Cachindombe, Calundo e Chivela, arredores da cidade do Huambo.

No domínio da sinistralidade rodoviária, o director do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa informou que, ao longo deste período, ocorreram 40 acidentes de viação, com sete óbitos e 32 feridos graves e ligeiros, causados pelo excesso de velocidade, não cedência de prioridade de passagem, ultrapassagem irregular e falta de precaução por parte dos condutores.

Os mesmos foram caracterizados em atropelamentos, despisteis, choque entre carros e, em alguns casos, com motorizadas.

O responsável disse que, por outro lado, a província do Huambo teve um registo, neste período, de mil e 624 estrangeiros, com vistos de trabalho, permanência temporária, privilegiado, com cartões de residência, refugiados e requerentes de asilo.

Referiu que no estabelecimento prisional do Cambiote foram internados, nos últimos 21 dias, mil e 185 reclusos, dos 431 detidos e 754 condenados.

No capítulo da protecção civil, confirmou o registo de 15 incêndios de menores e grandes proporções, além da realização de 108 serviços que consistiram em assessoramento de actividades diversas, assistência médica e trabalhos de atendimentos pré-hospitalar, de resgate e remoção de cadáveres, de protecção e assistência em aeronavais.

Com uma extensão territorial de 35 mil e 771 quilómetros quadros, a província do Huambo, Planalto Central de Angola, possui uma população de dois milhões, 519 mil e 309 habitantes, distribuídos nos municípios do Bailundo, Caála, Chicala-Cholohanga, Cachiungo, Chinjenje, Ecunha, Huambo, Londuimbali, Longonjo, Mungo e Ucuma.